Para entrar na história: empurrado por 60 mil torcedores, Cruzeiro busca o penta da Copa do Brasil contra o Flamengo, no Mineirão

Alexandre Guzanshe/EM/D.A. Press

O confronto é tradicional, o local é histórico, a data e o horário são os de sempre e a atmosfera está pronta. Cruzeiro e Flamengo jogam no Mineirão nesta quarta-feira, às 21h45, sob olhares atentos de mais de 60 mil torcedores – milhões pela TV – para decidir quem levará para casa o troféu da Copa do Brasil de 2017. Mais do que os R$6 milhões em premiação, estará em jogo para celestes e rubro-negros a chance de corresponder ao alto investimento da temporada, terminar o ano com um título na bagagem e conquistar vaga direta na Copa Libertadores de 2018.

Paulo Filgueras/EM/D.A. Press

O tamanho das equipes estará impresso no gramado do Gigante da Pampulha. Mano Menezes, que tenta liderar o pentacampeonato do Cruzeiro, e Reinaldo Rueda, em busca do tetra para o Flamengo, projetam times com suas principais estrelas e contribuições decisivas de Thiago Neves, Diego, Fábio, Guerrero, entre tantos outros. De fora, se a Raposa não pode contar com nomes importantes de seu elenco, casos de Rafael Sobis (suspenso) e Sassá (contratado após o período de registros da Copa do Brasil), os cariocas não terão Everton Ribeiro e Geuvânio, ambos também sem condição legal.

Saiba mais

  • Entrevista: Henrique busca primeira taça como capitão, lembra lições da Libertadores e persegue metas e recordes no Cruzeiro
    Entrevista: Henrique busca primeira taça como capitão, lembra lições da Libertadores e persegue metas e recordes no Cruzeiro
  • Cruzeiro tentará, diante do Flamengo, erguer seu 40º troféu dentro do Mineirão
    Cruzeiro tentará, diante do Flamengo, erguer seu 40º troféu dentro do Mineirão
  • Cruzeiro x Flamengo: serviço completo da final no Mineirão, com transporte, atrações e orientações para torcedores
    Cruzeiro x Flamengo: serviço completo da final no Mineirão, com transporte, atrações e orientações para torcedores

Embora não confirme a escalação, a tendência é que o Cruzeiro entre em campo sem surpresas. Substituto natural, Raniel deverá ser confirmado na vaga de Sobis – ainda que Mano tenha à disposição o uruguaio Arrascaeta, outra opção. Na lateral direita, Ezequiel deverá seguir titular. Lucas Romero se recuperou de torção no tornozelo, mas ainda não suporta atuar por 90 minutos. Fundamental na campanha celeste na Copa do Brasil – a Raposa eliminou, entre outros, São Paulo, Palmeiras e Grêmio –, o meia-atacante Alisson tratou uma lesão no ligamento do joelho direito e formará a primeira linha de frente com Robinho e Thiago Neves.

No Flamengo, Rueda tinha uma dúvida principal: a escalação do meia-atacante Éverton. O jogador se recuperou de lesão na panturrilha direita, treinou nessa terça-feira e estará na decisão. Com Alex Muralha confirmado no gol após período turbulento, de muita irregularidade na meta flamenguista, o único ponto de interrogação é na lateral esquerda. O treinador colombiano não indicou se utilizará Renê ou se apostará na ofensividade do peruano Miguel Trauco.
Jejum de Mano
Se o Cruzeiro tenta voltar a ganhar um troféu de expressão depois do Campeonato Brasileiro de 2014, seu treinador busca novamente o caminho das conquistas após oito anos de jejum. Sua última taça foi levantada em 2009, quando venceu a serviço do Corinthians justamente a Copa do Brasil. Mano acredita que chegou a hora.
“O título é a coroação de um trabalho. Você pode fazer bons trabalhos, mas o título é o coroamento de tudo isso. Quando você conquista, e aqui no Brasil é muito difícil, o valor disso é extremamente positivo. Se faz tempo (que conquistei), é porque chegou a hora”, disse.

Alexandre Guzanshe/EM/D.A. Press
Recorde de público
Com o número de ingressos comercializados, o Cruzeiro tem boas chances de bater o recorde de público da história do novo Mineirão, reinaugurado em 2013 após passar por grande reforma para a Copa do Mundo de 2014. O fatídico jogo entre Brasil e Alemanha, pela semifinal do Mundial, foi o que recebeu mais espectadores: 58.141. Os alemães passearam em Belo Horizonte e venceram por 7 a 1.
Washington Alves/Light Press/Cruzeiro

Se levados em conta apenas duelos entre clubes, o recorde foi registrado na vitória do Cruzeiro sobre o Grêmio por 3 a 0, pela 33ª rodada do Campeonato Brasileiro de 2013 –  56.864 pagantes. Na rodada seguinte, o time celeste bateu o Vitória por 3 a 1, no Barradão, e conquistou o título nacional.

Alguns desses cruzeirenses que ajudarão na construção do recorde já estão no Mineirão desde a noite dessa terça-feira. Um grupo se uniu pela ‘vigília’ no entorno do Gigante da Pampulha para confraternizar 24 horas antes do duelo com o Flamengo em um churrasco. Em 2013, na véspera da partida contra o Grêmio, que deixaria o time com a mão na taça do Campeonato Brasileiro, dezenas de pessoas também se reuniram no local.
Hall dos pentas
Arquivo/EM

Além de grande visibilidade nacional e internacional, da vaga na Copa Libertadores de 2018 e dos R$ 6 milhões de premiação oferecidos pela CBF, um possível título da Copa do Brasil nesta quarta-feira terá um peso histórico enorme para o Cruzeiro. O clube pode passar a integrar o seleto grupo dos pentacampeões nacionais. No país, apenas Palmeiras, Santos, Corinthians, São Paulo, Flamengo e Grêmio já conseguiram esse feito.

Além disso, o Cruzeiro terá a chance de igualar os cinco títulos do Grêmio na Copa do Brasil e voltar a ser o recordista de troféus dessa competição, criada em 1989. Os gaúchos, eliminados justamente pelos celestes nas semifinais, se isolaram como maiores campeões no ano passado, ao bater o Atlético na decisão. O Tricolor ganhou em 1989, 1994, 1997, 2001, 2016. Os mineiros ergueram a taça em 1993, 1996, 2000 e 2003. Por sua vez, o Flamengo buscará no Mineirão o tetra da Copa do Brasil. Foi campeão em 1990, 2006 e 2013.
Títulos nacionais
Além do título da Copa do Brasil, Cruzeiro e Flamengo brigarão pela ascensão no ranking dos clubes com mais conquistas nacionais. Ambos têm oito títulos. O vencedor da finalíssima se igualará a Santos e Corinthians, ambos com nove troféus de expressão. O Palmeiras lidera isolado, com 12.
O Cruzeiro tem quatro Copas do Brasil (1993, 1996, 2000, 2003) e quatro Campeonatos Brasileiros (1966, 2003, 2013 e 2014). O Flamengo é pentacampeão brasileiro (1980, 1982, 1983, 1992 e 2009) e tricampeão da Copa do Brasil (1990, 2006, 2013).
Arquivo EM

Serviço do jogo

O torcedor do Cruzeiro que não conseguiu adquirir um bilhete para o jogo poderá acompanhar a decisão em um dos inúmeros locais espalhados pela cidade. Além dos bares, a diretoria celeste promove um grande evento na região da Savassi, com telão de imagem em alta definição e trio elétrico com shows. Aos que vão ao Mineirão, será disponibilizado o serviço da linha 55 (MOVE Mineirão), saindo da Estação Rio de Janeiro (Plataforma 1B – Av. Santos Dumont), sentido Praça da Estação. A linha começa a operar a partir das 18h45, saindo com intervalos de dez minutos. A última viagem para o estádio deixa a estação às 21h45. Na volta, os ônibus sairão do Mineirão conforme a demanda. O preço da passagem é R$4,05 e o pagamento poderá ser feito também com o Cartão BHBUS.
CRUZEIRO x FLAMENGO
Cruzeiro
Fábio; Ezequiel, Leo, Murilo e Diogo Barbosa; Henrique e Hudson; Robinho, Thiago Neves e Alisson; Raniel. Técnico: Mano Menezes
Flamengo
Alex Muralha; Pará, Rever, Juan e Renê (Trauco); Cuéllar, Willian Arão e Diego; Berrío, Guerrero e Éverton. Técnico: Reinaldo Rueda
Motivo: jogo de volta da final da Copa do Brasil
Local: Mineirão, em Belo Horizonte (MG)
Data e horário: 27 de setembro de 2017 (quarta-feira), às 21h45
Árbitro: Luiz Flavio de Oliveira (SP/FIFA)
Assistentes: Marcelo Carvalho Van Gasse (SP/FIFA) e Danilo Ricardo Simon Manis (SP/FIFA)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *