Fundamentos do Tantra: Um Guia Abrangente para Iniciantes

Tantra: Um Sistema Espiritual Abrangente para a Evolução

O Tantra refuta a visão predominante de que a libertação e a perfeição espirituais só podem ser alcançadas por meio de ascetismo rigoroso e renúncia ao mundo – uma noção dominante em muitas tradições espirituais. Em vez disso, abrange toda a realidade. Os tântricos (iogues tântricos) acreditavam que o sofrimento humano surge da percepção equivocada da separação entre o mundo físico e o mundo espiritual. Para corrigir essa falácia, o Tantra defende a celebração das dimensões sensuais e materiais e, ao fazê-lo, pode-se transcender o físico. A realidade está, em última análise, além do bem e do mal e é meramente uma expressão da energia divina. Portanto, de acordo com antigos textos tântricos, toda a realidade – incluindo o corpo físico, alimentação, sexualidade, riso, emoções, alegria, dor, relacionamentos e muitas outras facetas que englobam o ser humano – pode ser usada para alcançar o Absoluto Divino. e reconhecer a divindade inata. Isso é paradoxal para a maioria, senão todas as religiões. Quer saber mais sobre massagem tântrica, acesse https://tantri.com.br/ No tantra, o corpo físico é a maior ferramenta espiritual – um aspecto manifesto do divino que pode ser usado de forma inteligente e engenhosa para acessar o não manifestada ou aquilo que está além desta realidade e fisicalidade. Nascer é fluir da divindade não manifestada ou consciência divina. Alcançar a iluminação, o objetivo essencial do tantra e nosso propósito final como seres humanos, é fluir de volta e nos tornarmos um com nossa verdadeira natureza novamente – e o tantra pode levá-lo até lá.

Por que o tantra é importante e necessário?

Estudiosos e praticantes acreditam que o tantra surgiu em resposta a um período de declínio espiritual que ainda é evidente hoje. De acordo com essa teoria, medidas eficazes eram necessárias para neutralizar os muitos obstáculos que as pessoas modernas enfrentam no caminho para a libertação espiritual, como ganância, desonestidade, doenças físicas e emocionais, apego às coisas mundanas, complacência e toxicidade. O Tantra faz exatamente isso. O Tantra é agora considerado o caminho espiritual mais relevante e aplicável para todas as pessoas modernas por três razões:
  • É um caminho rápido. Em um momento em que as responsabilidades são muitas e o tempo é curto, o Tantra oferece aos praticantes um caminho acelerado para alcançar seu único propósito como seres humanos – alcançar a liberação espiritual – usando a energia como catalisador ou catapulta para acelerar a evolução. e espiritualidade. maturidade. A energia é uma grande força com enorme potencial. Compreendido e controlado como os tântricos, pode ser aplicado para conseguir qualquer coisa, inclusive e mais importante, libertar-se das garras desta realidade.
  • Apela a todos os temperamentos. Os diferentes caminhos e ramos do tantra o tornam diversificado e atraente para todas as personalidades, pois acomodam uma ampla gama de forças, fraquezas e tendências espirituais humanas.
  • Ele usa o corpo físico como uma ferramenta espiritual. Enquanto a energia pode ser de grande alcance para muitas pessoas hoje, o corpo físico não é. Veja, o corpo físico é algo com o qual a maioria das pessoas pode se conectar. É algo palpável e tangível. Tantra, portanto, usa o corpo físico como um veículo para reconectar um praticante a formas mais sutis e intangíveis de energia e aspectos de si mesmos. Como resultado, um humano começa a se ver como algo além do físico, mas na verdade como um ser energético e espiritual com propósito.
O sistema tântrico inclui vários caminhos e ramificações que ajudam os praticantes a alcançar a realização espiritual enquanto abraçam o mundo manifestado. O Tantra permite que as pessoas reconciliem o mundano e o sobrenatural e alcancem bhukti (alegria material) e mukti (liberação espiritual) lado a lado.

Diferentes Ramos do Tantra

Definimos o tantra simplesmente como a ciência e o estudo da energia e como um caminho espiritual abrangente para a evolução. Podemos, portanto, supor que todos os diferentes ramos do tantra também estão firmemente estabelecidos e enraizados nesses princípios, caso contrário não seriam considerados tântricos. O Tantra abrange uma infinidade de ramos ou caminhos mágicos e místicos, todos os quais levam ao mesmo objetivo – no sentido mais verdadeiro de realização espiritual. Cada caminho é um caminho em si mesmo, levando os praticantes ao objetivo mais elevado. No entanto, quando usados ​​juntos sinergicamente e simultaneamente, eles cultivam um ser humano global, harmonioso e poderoso, ao mesmo tempo em que amplificam e aceleram significativamente efeitos e resultados. Aqui definimos oito ramos distintos do tantra, que juntos formam toda a árvore que forma essas humanidades:

1. Tantra Yoga

Tantra Yoga é o componente asana do caminho tântrico. É uma prática física com foco energético. Esta metodologia única de yoga difere de todos os outros sistemas de yoga predominantes hoje. Na maioria das práticas de ioga modernas, a ioga é apenas uma ferramenta para remodelar e alongar o corpo físico. No tantra yoga, o corpo é a ferramenta para alcançar o yoga – ou a união entre o eu individual e a Consciência Divina. É até onde o yoga pode ir quando as práticas autênticas estão na vanguarda. Tantra Yoga usa – através da prática e aplicação de muitas técnicas diferentes, como asanas, mudras, bandhas e outras – o corpo físico como um meio para um praticante retornar aos mais sutis para conectar formas intangíveis de energia e aspectos de si mesmo. Como resultado, uma pessoa começa a se reconhecer pelo ser energético que é e o processo de auto-realização realmente começa. Além disso, Tantra Yoga é uma prática que traz saúde e cura extraordinárias, limpando o corpo físico, revisando a estrutura emocional, desenvolvendo atributos desejáveis ​​como força de vontade e amor incondicional e muito mais. Este é de longe o estilo de yoga mais dinâmico e autêntico que você encontrará.

2. Meditação Tântrica

A meditação como prática é muito mal compreendida. Muitas vezes é confundido com uma técnica para simplesmente acalmar a mente, aliviar o estresse ou relaxar. Embora efeitos legítimos e notáveis, no tantra esses efeitos são considerados unidimensionais e caem no nível secundário ou terciário quando as formas reais de meditação são usadas. De fato, conforme definido por Patanjali no famoso texto Yoga Sutras, a meditação é a expansão controlada da mente. Isso está muito longe da simples promessa de tranquilidade temporária oferecida pelas formas mais elementares de meditação. A meditação tântrica é uma forma sofisticada de meditação baseada em energia que utiliza vários aspectos e formatos de energia como sons, cores, mantras, Yantras, vibrações e visualizações para aumentar, expandir e desenvolver o nível de consciência do praticante. Embora existam muitos tipos diferentes de meditação, a meditação tântrica é de longe o caminho mais rápido e direto para o desenvolvimento espiritual, expansão da mente e evolução da alma. Praticantes sérios podem experimentar foco extraordinário, clareza e super-humanidade. Embora simples e demonstrativo, leva tempo e esforço para obter os melhores resultados.
Fonte de Reprodução: Getty Imagem

3. Pranayama

Comparado aos jogos de respiração e técnicas de hiperventilação de hoje, pranayama é, na verdade, o ato de controlar o prana ou a energia da força vital por meio de exercícios de respiração rítmica. O aspecto do controle consciente do prana ou energia universal torna essa prática tântrica. Essa energia é mais sutil do que o ar que respiramos e existe dentro e ao nosso redor. Aprendendo a controlar o prana dentro de nós mesmos, podemos aprender a controlar o prana universal. Quer entender mais o mundo tântrico, acesse https://tantri.com.br/ Pranayama nos aproxima de nossa natureza etérea, onde podemos começar a sentir a energia movendo-se através dos canais sutis dentro de nosso ser. É uma prática extraordinária que nos permite sentir e controlar os chakras em alto nível, contornando as limitações físicas normais que o tempo, o espaço e a gravidade nos impõem e curando milagrosamente o corpo.

4. Kundalini Yoga

Quando falamos de Kundalini Yoga, não estamos nos referindo ao Kundalini Yoga dominante de hoje, mas a um ramo esotérico do Tantra em que as técnicas avançadas são secretas e compartilhadas apenas com os iniciados. Kundalini Shakti é uma energia cósmica de grande potencial localizada em todos os seres humanos na base da coluna vertebral. Quando essa energia é despertada adequadamente (por meio de práticas tântricas autênticas), o objetivo é movê-la gradualmente pela espinha e, eventualmente, até o clímax no topo da cabeça. Uma pessoa que alcança a verdadeira elevação da kundalini pode experimentar uma profunda transformação em todos os aspectos de seu ser e está no caminho de se tornar um grande mestre espiritual.

5. Relacionamento Tantra

O que exatamente é um relacionamento tântrico? É poli-amor? é um relacionamento aberto Um relacionamento tântrico representa uma união poderosa que pode acelerar o desenvolvimento espiritual de ambos os parceiros. Este componente espiritual distingue os relacionamentos tântricos de todas as outras dinâmicas modernas de relacionamento. Quando bem entendido, pode levar a uma incrível transformação no casal, acabando por aprofundar a relação entre o indivíduo e o divino. Os relacionamentos tântricos ensinam o amor verdadeiro e como cultivá-lo dentro de você e em uma parceria. Isso pode levar a aberturas poderosas do coração e a uma intimidade muito profunda no nível da alma. Um casal tem a capacidade de transcender todas as fachadas e superficiais que obscurecem as conexões modernas do coração, e o tantra os ajuda como indivíduos a alcançar o divino através do contexto de seu relacionamento. Fonte: https://pt.wikipedia.org/wiki/Massagem_t%C3%A2ntrica