O que leva os jovens a procurarem cirurgias plásticas cada vez mais cedo

Tá pensando em realizar uma intervenção plástica, porém também não possui firmeza se é uma ótima? Por isso a gente explica direitinho o que é necessário saber antes de deparar uma oscilação total dessas.

Você sabia que o Brasil foi o país que mais realizou cirurgias plásticas no mundo em 2013? Este foi o primeiro ano em que o nosso país ficou à frente dos EUA. Isto evidência o quanto estamos inseguros e insatisfeitos com a nossa visual. E os jovens estão cada vez mais buscando estes recursos como maneira de melhorarem suas auto-estimas.

Quando você ouve falar de cirurgia plástica, no que você pensa? Uma estrela de Hollywood tentando retardar os efeitos do envelhecimento? Pessoas que querem mudar o tamanho de seus estômagos, seios ou outras partes do corpo porque veem isso facilmente na TV?

Essas são imagens comuns de cirurgia plástica, mas e o menino de 4 anos que teve o queixo reconstruído depois que um cachorro o mordeu? Ou a jovem que tem a marca de nascença na testa iluminada com um laser?

O que é cirurgia plástica?

Só porque o nome inclui a palavra “plástico” não significa que os pacientes que fazem essa cirurgia acabam com o rosto cheio de coisas falsas. O nome não vem da substância sintética, mas da palavra grega plastikos , que significa formar ou moldar (e que também dá nome ao material plástico).

A cirurgia plástica é um tipo especial de cirurgia que pode alterar a aparência e a capacidade funcional de uma pessoa.

  • Os procedimentos reconstrutivos corrigem defeitos no rosto ou no corpo. Isso inclui defeitos de nascença físicos, como lábio leporino e fenda palatina e deformidades nas orelhas, lesões traumáticas como as de mordidas de cachorro ou queimaduras, ou as consequências de tratamentos de doenças, como reconstruir o seio de uma mulher após uma cirurgia de câncer de mama.
  • Os procedimentos cosméticos (também chamados de estéticos ) alteram uma parte do corpo com a qual a pessoa não está satisfeita. Os procedimentos cosméticos comuns incluem aumentar o tamanho das mamas (mamoplastia de aumento) ou diminuir (mamoplastia redutora), remodelar o nariz (rinoplastia) e remover bolsas de gordura em pontos específicos do corpo (lipoaspiração). Alguns procedimentos cosméticos nem mesmo são cirúrgicos da maneira que a maioria das pessoas pensa em cirurgia – isto é, cortar e costurar. Por exemplo, o uso de lasers especiais para remover pelos indesejáveis ​​e lixar a pele para melhorar cicatrizes severas são dois desses tratamentos.

the business of plastic surgery. surgeons operating patient for breast implant in surgery clinic. - plásticas - fotografias e filmes do acervo

Por que os adolescentes fazem cirurgia plástica?

A maioria dos adolescentes não sabe, é claro. Mas alguns sim. Curiosamente, a Sociedade Americana de Cirurgiões Plásticos (ASPS) relata uma diferença nas razões que os adolescentes dão para fazer a cirurgia plástica e nos adultos: Os adolescentes vêem a cirurgia plástica como uma forma de se encaixar e parecer aceitável para amigos e colegas. Os adultos, por outro lado, frequentemente veem a cirurgia plástica como uma forma de se destacar da multidão.

De acordo com a ASPS, mais de 200.000 pessoas com 19 anos ou menos tiveram procedimentos cirúrgicos plásticos maiores ou menores em 2013.

Algumas pessoas recorrem à cirurgia plástica para corrigir um defeito físico ou para alterar uma parte do corpo que os faz sentir desconfortáveis. Por exemplo, homens com uma condição chamada ginecomastia (excesso de tecido mamário) que não desaparece com o tempo ou com a perda de peso podem optar pela cirurgia de redução. Uma menina ou um homem com uma marca de nascença pode recorrer ao tratamento a laser para diminuir sua aparência.

Outras pessoas decidem que querem uma mudança estética porque não estão felizes com sua aparência. Adolescentes que passam por procedimentos cosméticos – como a otoplastia (cirurgia para fixar as orelhas traseiras que ficam para fora) ou dermoabrasão (um procedimento que pode ajudar a suavizar ou camuflar cicatrizes de acne graves) – às vezes se sentem mais confortáveis ​​com sua aparência após o procedimento.

Os procedimentos mais comuns que os adolescentes escolhem incluem remodelação do nariz, cirurgia de orelha, tratamento de acne e cicatriz de acne e redução de mama.

No ano passado, foram realizadas no Brasil 1,491 milhão de cirurgias plásticas*, que significa mais de 4 mil coisa por dia. Dessas, mais da meio foram em modificações nos seios (implantes de silicone, redução e auxílio ) e em lipoaspiração. Mais procedimentos mais baixos similarmente fazem parte da listagem, como coisa nas orelhas (abano) e nariz.

Este desenvolvimento, que nos colocou em primeiro lugar no ranking das plásticas, possui bastante a analisar com o crescimento da consumo dos jovens.O primeiro passo antes de se casar com a intervenção é identificar se você de fato pretende essa oscilação ou é somente uma vaidade.

cirurgiões focados trabalhando juntos em uma cirurgia - plásticas - fotografias e filmes do acervo

O clínico plástico Dr. Antônio Carlos S. Minuzzi Filho comenta que cabe ao médico identificar se a dissabor da paciente é justificável e se a intervenção está indicada ou não.

Às vezes, o jovem pode estar certamente de que necessita de uma oscilação total, porém nem sequer conhece alguns tipos de tratamentos não invasivos que são capazes de auxiliar.

Outra receio tem que ser se você já pode corporificar uma cirurgia. Não há uma idade mínima, porém, dependendo do técnica, como no caso da prótese de silicone, é necessário que a criança já tenha menstruado pela primeira vez há mais de cinco ou seis anos, para que tenha havido tempo satisfatório para reproduzir as mamas. E, em casos como rinoplastia, a plástica no nariz, é necessário que o corpo já tenha estabilizado o desenvolvimento.

Você decide, porém com ajuda Antes de ingerir essa decisão, o melhor que o paciente pode realizar é frequentar com os pais ou com indivíduo de firmeza. De acordo com a psicóloga e psicanalista Juliana Corte Conquista, no momento em que a imagem que vemos no espelho traz um tipo de amargura, cabe perguntar-se se essa contrariedade diz respeito a uma coisa físico ou se revela uma dor de ordem emocional, que precisa ser compreendida, e não será curada com uma intervenção.

Isto serve especialmente para que pessoas está entrando nessa onda por pleito dos comentários dos colegas. Se uma coisa não te incomoda, não faça pelos mais. Também de acordo com a psicóloga, algumas insatisfações que você pode ter enquanto jovem são capazes de findar ou se modificar com o tempo, por isso não apresse uma decisão definitiva.

– Sabemos que somos pessoas que se firmam por meio do olhar do outro, e similarmente no olhar de nossos colegas esperamos agir à incerteza de quem somos, ou se somos amados ou não.

Sabemos similarmente que os jovens são bastante preocupados em ser aceitos pelo seu grupo, e que qualquer diferença ou qualidade que denuncie a não referência aos convicções pode ser apontada como uma pane e razão de deboche comenta a psicóloga Juliana.

side view of plastic surgeon operating patient for breast implant at operating room. they are in surgical gown. plastic surgery and beauty business. - plásticas - fotografias e filmes do acervo

A cirurgia plástica é a escolha certa?

A cirurgia reconstrutiva ajuda a reparar defeitos ou problemas significativos. Mas que tal fazer uma cirurgia estética só para mudar sua aparência? É uma boa ideia para adolescentes? Como em tudo, existem motivos certos e errados para fazer uma cirurgia.

É improvável que a cirurgia estética mude sua vida. A maioria dos cirurgiões plásticos credenciados passa muito tempo entrevistando adolescentes que desejam cirurgia plástica para decidir se são bons candidatos para a cirurgia. Os médicos querem saber se os adolescentes são emocionalmente maduros o suficiente para lidar com a cirurgia e se estão fazendo isso pelos motivos certos.

Muitos procedimentos de cirurgia plástica são apenas isso – cirurgia. Eles envolvem anestesia, cicatrização de feridas e outros riscos graves. Os médicos que realizam esses procedimentos desejam saber se seus pacientes são capazes de compreender e lidar com o estresse da cirurgia.

Alguns médicos não realizam certos procedimentos (como a rinoplastia) em um adolescente até que tenham certeza de que a pessoa tem idade suficiente e terminou de crescer. Para a rinoplastia, isso significa cerca de 15 ou 16 anos para as meninas e cerca de um ano mais velho para os meninos.

Meninas que desejam aumentar seus seios por razões cosméticas geralmente devem ter pelo menos 18 anos, porque os implantes salinos são aprovados apenas para mulheres com 18 anos ou mais. Em alguns casos, porém, como quando há uma diferença enorme de tamanho entre os seios ou quando um deles não cresce, um cirurgião plástico pode se envolver mais cedo.

 

Conte com a nossa empresa para lhe oferecer as melhores soluções e melhores serviços. Precisa de um orçamento ou quer conhecer nossas condições? Entre em contato com a gente!

Fonte: https://www.r7.com
Fonte: https://g1.globo.com/
Fonte: https://www.terra.com.br/noticias/
Fonte: https://noticias.uol.com.br/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *