O uso do laser na odontologia

O que é odontologia a laser?

A odontologia a laser é o uso de lasers para tratar uma série de diferentes condições dentárias. Foi utilizado comercialmente em 1989 em odontologia clínica para procedimentos envolvendo tecido dentário.

A odontologia a laser pode oferecer uma opção de tratamento mais confortável para vários procedimentos dentários de tecidos duros ou moles em comparação com brocas e outras ferramentas que não sejam a laser. .

LASER significa amplificação de luz por emissão estimulada de radiação. O instrumento gera energia luminosa em um feixe muito estreito e focalizado. Esta luz laser cria uma reação quando atinge o tecido, permitindo que o tecido seja removido ou moldado. Quer saber mais sobre a laserterapia, acesse https://ortho3dbr.com.br/

A odontologia a laser é usada em uma variedade de procedimentos, incluindo:

  • tratamento de hipersensibilidade
  • tratamento da cárie dentária
  • tratamento de doenças gengivais
  • clareamento dos dentes

Os lasers podem tornar o atendimento odontológico mais eficiente, econômico e confortável. A Food and Drug Administration (FDA) aprovou a odontologia a laser como uma opção de tratamento para várias condições dentárias.

Vale ressaltar que a American Dental Association (ADA), embora esperançosa com o potencial nessa área, ainda não o fez.

Como são realizados os tratamentos a laser?

Os dois principais tipos de procedimentos utilizados na odontologia a laser são procedimentos de tecidos duros e tecidos moles. Tecido duro refere-se aos dentes e tecido mole refere-se às gengivas.

Os procedimentos comuns de tecido duro incluem:

  • Detecção de cárie. Os lasers podem detectar a cárie dentária precocemente, encontrando evidências de cárie dentária.
  • Preparações e obturações dentárias. Anestesia local e brocas convencionais geralmente não são necessárias para tratamentos a laser. Os lasers podem matar bactérias em uma cavidade, o que pode contribuir para a saúde bucal a longo prazo.
  • Tratamento da sensibilidade dentária. Dentes sensíveis ao calor e ao frio podem ser tratados com lasers odontológicos, que fecham os canais na raiz do dente.

Os procedimentos comuns de tecidos moles incluem:

  • Tratamento do sorriso gengival: Os lasers são usados ​​para remodelar as gengivas associado a um sorriso emborrachado, onde o comprimento da gengiva cobre grande parte do dente.
  • Alongamento da coroa: Este procedimento remodela o tecido gengival e o osso para uma estrutura dentária mais saudável, o que ajuda na colocação de obturações nos dentes.
  • Tratamento da fixação do freio lingual: Aqueles com um frênulo espesso ou apertado (a dobra da pele sob a frente da língua que ancora no assoalho da boca) podem se beneficiar de uma frenectomia a laser. Este tratamento ajuda crianças cujo frênulo restrito está causando distúrbios da fala, problemas de amamentação ou problemas de linguagem.
  • Remoção de dobras de tecidos moles: Os lasers podem remover dobras de tecidos moles de dentaduras mal ajustadas sem dor ou pontos.

Outros procedimentos a laser incluem:

  • Visualização de Tecidos. A tomografia de coerência óptica permite que um médico veja com segurança dentro de um dente ou tecido gengival.
  • Remoção de tumores benignos. Os lasers podem remover tumores no palato, gengivas e nas bordas dos lábios e bochechas de forma indolor e sem problemas.
  • Tratamento da Apnéia Obstrutiva do Sono. Os lasers podem remodelar a garganta e aliviar os problemas respiratórios que ocorrem quando a apnéia do sono é causada pelo crescimento excessivo de tecido na garganta.
  • Tratamento da articulação da mandíbula (articulação temporomandibular). Os lasers podem reduzir a dor e a inflamação na articulação.
  • Regeneração do nervo. Os lasers podem ajudar a regenerar vasos sanguíneos, nervos e cicatrizes danificados.
    Tratamento de herpes labial. Os lasers podem minimizar o tempo de cicatrização e reduzir a dor do herpes labial.
  • Clareamento dos dentes. Os lasers aceleram o processo de clareamento durante as sessões de clareamento dos dentes.

Tratamentos a laser como esses podem variar de preço dependendo do procedimento realizado e do equipamento a laser utilizado. Eles podem ser mais baratos em comparação com os tratamentos sem laser, porque o tratamento a laser geralmente é concluído em menos sessões. Além disso, o seguro odontológico normalmente determina os custos de reembolso com base no tratamento em si e não no método utilizado. Quer saber mais sobre a laserterapia, acesse https://ortho3dbr.com.br/laserterapia-odontologica/

Portanto, seu reembolso provavelmente será o mesmo para perfuração e outros procedimentos. No entanto, é sempre importante perguntar sobre sua política específica com antecedência para obter informações mais precisas.

Que tipos de laser são usados?

Os dentistas usam lasers de tecidos duros ou de tecidos moles, dependendo do tratamento. Alguns usam ambos os tipos quando o tratamento permite.

Lasers de tecidos duros podem cortar a estrutura do dente. Seus comprimentos de onda são absorvidos pela combinação de água e um mineral específico encontrado nos dentes. Esses lasers são mais comumente usados ​​para preparar ou moldar os dentes para colagem de compósitos, reparar obturações dentárias desgastadas e remover a estrutura do dente.

Vantagens do uso da odontologia a laser em relação a outros métodos

  • Pode haver menos necessidade de sutura a laser de tecidos moles.
  • O sangramento no tecido mole tratado é minimizado porque o laser promove a coagulação do sangue.
  • Alguns procedimentos não requerem anestesia. O risco de infecções bacterianas é reduzido porque o laser esteriliza a área.
  • As feridas podem cicatrizar mais rapidamente e o tecido pode se regenerar.
  • Os procedimentos podem causar menos danos ao tecido circundante.

Lasers de tecidos moles podem ser absorvidos por água e hemoglobina. A hemoglobina é uma proteína encontrada nos glóbulos vermelhos.

Fonte de Reprodução: Getty Imagem

Esses lasers são usados ​​para tratar doenças periodontais, incluindo matar bactérias e ativar o crescimento de tecidos.

Os lasers de tecidos moles selam as terminações nervosas e os vasos sanguíneos à medida que penetram no tecido. Por esse motivo, muitos quase não sentem dor após o tratamento a laser. Os lasers também promovem uma cicatrização mais rápida dos tecidos.

Desvantagens do Laser Odontologia

  • Os lasers não podem ser usados ​​em dentes que já possuem certos tipos de obturações como: B. Amálgama de metal.
  • Lasers duros às vezes podem ferir a polpa dentária.
  • Alguns procedimentos a laser ainda requerem anestesia.
  • Às vezes, as brocas ainda são necessárias para finalizar as obturações, incluindo modelagem, correção de mordida e polimento de obturação.
  • Certos procedimentos não podem ser realizados com tratamento a laser, dependendo do tecido circundante pré-existente ou dos componentes que envolvem o dente ou a gengiva.
  • Existe o risco de danos nas gengivas.

Quais são os riscos associados à odontologia a laser?

Os riscos da odontologia a laser são relativamente baixos. É importante encontrar um dentista qualificado, pois usar o comprimento de onda ou o nível de potência errado pode danificar o tecido. Além disso, alguns fornecedores temem que os anunciantes estejam levando o uso de tratamentos a laser além do que as pessoas realmente precisam.

Seu dentista fará com que você use óculos especiais para proteger seus olhos do laser.

Fonte: https://pt.wikipedia.org/wiki/Odontologia