Cuidados com a Eletricidade

Vai realizar um auxílio?

Desligue a símbolo! Para a energia de qualquer cotejo ativo, como substituir uma tomada ou o ducha, bloqueie a fonte de força, desligando o disjuntor no quadro de subdivisão da casa. “Se você não souber qual é o disjuntor que interrompe o entrega de força daquele giro especialmente, desligue o maior parte ”, recomenda Alexandre Souza dos Santos, engenheiro eletricista e consultor na A&H Meyer Brasil. E a indicação vale até mesmo para substituir uma luz. “Se as instalações não estiverem adequadas, pode ocorrer perigo ”, atento Edson Martinho, diretor executivo da Associação Brasileira de Percepção para os Perigos da Eletriadede

Benjamim tem limites

Não é que seja ilícito utilizar os conectores, porém entenda que cada tomada aceita uma trabalho princípio e é necessário respeitá-la – caso contrário é possível lotar a barga, provocar um curto-circuito, superaquecimento ou deteriorar os eletrodomésticos. Dessa forma, apenas plugue mais de um equipamento em benjamins no momento em que estiver certamente de que eles contem baixa potência e vizinhos não provocarão ônus. Para ter uma ideia, Edson exemplifica: “ Um televisão possui cerca de 250 W; um aparelho de TELEVISÃO a corda, 150 W; um videogame, 400 W. E uma tomada residencial comum suporta ao menos 1200 W”. Já equipamentos bastante potentes, como micro-ondas e máquinas de lavar roupa, precisam passar a ter uma tomada exclusiva. Os novos aparelhos dessas categorias evidencia até um plugue mais vultoso, que impossibilita que um de maior amperagem seja ligado a uma tomada com fiação de baixa corrente. “ Em tese qualquer utilize adaptadores de plugue vultoso para plugue fino ”, atento

Encontre os melhores eletricista em Belo Horizonte

Atenção aos fios desencapados

Compre produtos certificados Os componentes (fiação, disjuntores, tomadas etc.) precisam ter comprovação do Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro). Utilizar produtos sem este garantido é correr perigo de choques e curtos-circuitos, além de complicações com o uso. “ Um malogro são os cabos elétricos que evidencia baixa vernaculidade do cobre, o que pleito maior redução elétrica e, de modo consequente, crescimento na conta de luz ”, explica Alexandre

Redes Sociais

Atenção com o ducha

Na momento de espalhar um novo ducha, é fundamental que um profissional avalie qual é a melhor escolha de corda de acordo com a potência do equipamento. “ De modo algum substitua um antecessor por outro de maior potência sem antes avaliar se sua instalação está adequada”, indica Edson. E em tese qualquer utilize ducha sem aterramento apropriado. “A resistência elétrica é principalmente um cordão energizado em contato com a água. Se uma coisa der errado, pode acontecer a circulação de corrente por meio da água para o corpo da indivíduo, em direção ao lajeado. Então, o aterramento apropriado elimina o perigo de embate ”, reforça Alexandre. E se você costuma modificar a temperatura da água ao longo o banho, verifique o modelo de seu equipamento. “Se for um ativo clássico, ele funciona com o acionamento dos contatos pela pressão da água, e a oscilação de temperatura com ele relacionado gera um argola ativo, ou faísca, que pode ser emitido para a água ”, atento Edson. Já os chuveiros eletrônicos, com hastes reguláveis, evidencia o sistema hábil para a oscilação de temperatura de maneira segura.

Afaste os equipamentos da água

Aparelhos energizados, como secador de cabelo, precisam ser usados com atenção no toalete, uma vez que são capazes de se reintegrar condutores da corrente elétrica. “ Caso haja contato direto com a água, desligue de imediato da tomada e não tente recuperá-lo. Rápido a uma assistência técnica sem analisar ligá-lo de novo ”, recomenda Edson.

De modo algum apague fogo de curto-circuito com água

Se o guerra ocorrer em circuitos energizados, não jogue água, uma vez que ela é condutora de eletricidade e você pode ingerir um embate. O diretor da Abrac símbolo maior parte de imediato e chame os bombeiros”. Se for combater o fogo com um extintor, use somente o de graduação C (a recomendação está no chavão ), exclusivo para guerra de equipamentos elétricos energizados.8.

Deixe o cordão ábdito do calor

Superfícies quentes, como fornos ou lareiras, são capazes de advir a deterioração da aparência isolante dos fios. “ Isso pode provocar a descrição dos condutores energizados e prováveis acidentes”, lembra Alexandre. Dessa forma, desvie a fiação, evitando o contato com locais aquecidos.

Atenção redobrado do lado de fora

Fazer instalações no telhado ou na parecer, mesmo que sejam simples intervenções na antena de TELEVISÃO, pode demonstrar grave ameaça por pleito dos condutores que servem a casa. “As redes de força chegam a 13 800 Cousa, o que pode fazer um argola ativo apenas de se alcançar próximo, então é bastante fundamental preservar distância delas em qualquer status ”, recomenda Edson.

Atenção aos sinais

Se os disjuntores desarmam com frequência – o que nada mais é que a proteção do giro trabalhando para que não haja entusiasmo dos cabos – e se há oscilações na luminosidade, fique atento: pode ser demonstração de ônus nas instalações elétricas. “Nesse caso, o ideal é que um profissional faça uma análise da subdivisão da trabalho por fases ou até mesmo o redimensionamento de todo o sistema ”, explica o engenheiro eletricista Alexandre. É similarmente aconselhável espalhar um disjuntor diferencial residual (DR) em residências, aparelho que desliga um giro constantemente que é detectada uma corrente de fuga. “Ele elimina totalmente o perigo de embate ativo ”, protege. E atenção: faça uma reconsideração completa em casa a cada cinco anos – contrate um profissional especializado na setor elétrica e garanta a segurança em seu lar.

FONTE: https://g1.globo.com/

FONTE: https://www.r7.com/

FONTE: https://www.terra.com.br/noticias/

FONTE: https://noticias.uol.com.br/

FONTE: https://www.estadao.com.br/mais-lidas