Quando devo consultar o dermatologista?

Quando devo consultar o dermatologista? Desde que seja saudável, dificilmente notamos nossa pele. No entanto, assim que coçar, ficar tenso ou queimar, se ficar vermelho ou com pústulas, torna-se desconfortável. Frequentemente, sofremos duas vezes de doenças de pele. Por um lado, estamos preocupados com os sintomas físicos, como coceira ou sensação de tensão, por outro lado, muitas vezes achamos espinhas, pústulas e erupções cutâneas esteticamente perturbadoras. Então, o que fazer quando literalmente não nos sentimos mais confortáveis ​​em nossa própria pele?

Fonte de reprodução: Getty imagens

Certamente nem todo problema de pele é um caso para o dermatologista, a maioria deles pode ser tratada com os produtos certos. Muitas vezes, cosméticos inadequados são a causa de erupções cutâneas, espinhas ou pele seca. Mas se os problemas persistirem ou de repente notarmos mudanças em nossa pele, ir ao dermatologista é a decisão certa. Mesmo que alguns problemas de pele sejam inofensivos do ponto de vista médico – como pele manchada ou caspa – ainda pode ser aconselhável pedir conselho ao seu médico se não se sentir bem e sofrer emocionalmente.

Você sabia que o dermatologista é especialista em cuidados que vão além da pele? Ele também é entendido nos anexos da pele, isto é, cabelos e unhas. A consulta com dermatologista inclui tratar problemas comuns como quedas de cabelo, manchas, micoses e até unhas quebradiças. Mas não para por aí, é essencial não deixar que os problemas surjam primeiro para procurar um médico depois. O ideal é fazer exames de rotina para receber orientações a fim de evitar eventuais incômodos. Quer saber mais a respeito? Continue acompanhado!

Cuidados com a pele

Os cuidados com a pele ainda são bastante negligenciados no dia a dia daqueles que desconhecem a importância de pequenas precauções — como passar protetor solar, limpar e hidratar a pele, retirar a maquiagem, entre outros. A negligência também pode acontecer, por parte de algumas pessoas, por preguiça ou falta de tempo.

Precauções como beber água e ter uma alimentação saudável também são cuidados essenciais para uma pele mais bonita e livre de problemas. Tais atitudes precisam se tornar hábitos!

Fonte de reprodução: Getty imagens

Saiba quando marcar uma consulta com dermatologista

Um dermatologista não deve ser consultado apenas quando há um problema evidente. Ele pode ser procurado para identificar o seu tipo de pele, indicar a melhor maneira de cuidar dela e quais os produtos recomendados para cada tipo.

Além do mais, um sinal que parece insignificante, às vezes, pode ser um indício de um problema ou doença. No entanto, existem alguns casos em que é essencial procurar um dermatologista para avaliar, diagnosticar e tratar. Confira alguns deles a seguir!

Unhas fracas

Muitas pessoas não sabem que médicos dermatologistas tratam esse tipo de irregularidade.

A fraqueza pode indicar algum problema de saúde, como a anemia. Portanto, se suas unhas quebram por qualquer motivo, procure um dermatologista para analisar a situação.

Queda de cabelo

O dermatologista também é indicado para avaliar queda de cabelo; e, por meio dessa análise, é possível diagnosticar se é um problema nutricional ou hormonal e elaborar um tratamento adequado.

Problemas com suor

Manchas nas roupas, odor desagradável e sudorese excessiva em momentos de estresse e tensão, esses são apenas alguns dos incômodos causados pelo excesso de suor. No entanto, são problemas que podem ser tratados com ajuda de um especialista.

Fonte de reprodução: Getty imagens

Problemas na pele

São vários os problemas de pele, alguns são apenas problemas de natureza estética, enquanto outros podem significar doenças e problemas mais graves. São os principais:

  • manchas;
  • micose;
  • celulite;
  • estrias;
  • flacidez;
  • espinhas e cravos;
  • linhas de expressão;
  • ressecamento da pele;
  • pintas que mudam de cor ou tamanho.

Independente do caso, é importante marcar uma consulta com um especialista para fazer um diagnóstico ou a prevenção. Afinal, nunca se sabe quando um simples sinal pode ser um problema real — como uma pinta suspeita pode ser uma indicação de câncer de pele. Sendo assim, não deixe de conversar e tirar dúvidas com um dermatologista. Só assim será possível diagnosticar e tratar problemas de pele, queda de cabelo, unhas fracas e sudorese excessiva, bem como conhecer os cuidados e produtos mais indicados para o seu tipo de pele. Além disso, não se esqueça de que, principalmente os cuidados com a pele, devem ser cotidianos. Em caso de dúvida, é melhor consultar um dermatologista com muita frequência. Com sua experiência, ele pode avaliar doenças de pele com muita precisão e iniciar o tratamento necessário. Acesse o site: www.priscilacartaxodermato.com.br/ e marque a sua consulta!

Fonte: https://www.r7.com