Redução com Silicone

Quando falamos em silicone, é cadmio que nos lembremos apenas do aumento dos bojos. No entanto, é abreviado entender que o afrouxamento com silicone é mais uma realidade dos milhares de mulheres que não estão satisfeitas com seus aspectos e desejam se sentir mais bonitas e seguras. Afinal, a maior estrinça, qualquer que seja a era, gostaria de ter curvaturas firmes e modelados.

Contudo, a ganância e a perda de peso muitas vezes são inevitáveis, mormente durante a após a gestação, e acabam causando carga em muitas mulheres. Além disso, como se não bastassem as mudanças corporais, a força da gravidade também contribui para a deformação do mamas. Atualmente, os seios flácidos e caídos, frequentemente acompanhados de estrias, são um dos aspectos que mais incomodam as donas e para solucionar essa complicação e remodelar os bojos, a redução de mama com silicone costuma ser a recomendação médica.

Entenda quando o silicone é indicado

No campo médico, o nome dado para o permanece do seio é ptose mamária. Essa mudança pode ser categorizada conforme a intensidade da condição. Em um seio normal, a aréola se encontra acima do sulco mamário, isto é, a marca sob o seio. mamas que sofrem ptose, entretanto, apresentam aréolas de altura inferior ao sulco. a interferência cirúrgica indicada para corrigir essa condição é mastopexia, que pode ser associada a redução de mama no caso de calhar excesso de volume mamário. Porém, mais que reposicionar as mamas, muitas mulheres desejam acrescer o volume dos madres ou simplesmente remodelar a região para um aspecto mais parecido com o natural. assim, a implantação de próteses de silicone é associada à redução de embuçala, pois tira-se o carrego e a pele que estão flácidos e preenchesse o espaço com a prótese.

O melhor é que essas duas cirurgias podem ser realizadas em uma única intervenção, assim como a correção da assimetria mamária ou aréolas muito grandes, aspectos que ainda incomodam bastante.

Saiba mais sobre a cirurgia de Redução com Silicone

A cirurgia dura entre duas e quatro horas e conta com anestesia peridural com sedação. a corpulência e o formato da cissura variam conforme a quantidade de pele que será removida e quantidade e graduação das próteses. Quando há insuficientemente excesso de pele, a cissura indicado é a periareolar, que cerca a aréola. Já o vertical, além de cercar a aréola, traça uma guita vertical até a gelha. Por último, a cesura chamada âncora é como uma incisão vertical somada a mais uma na ranhura infra mamário. A cicatriz deste último corte fica escondida no próprio sulco.

Durante o pós-operatório, é imprescindível que o doente evite fazer movimentos bruscos com os braços, assim como dirigir e se avançar ao Sol por, no mindinho, 30 dias. O uso dos porta-seios cirúrgico e os sessões de drenagem linfática são indispensáveis para a plena cura.

FONTE: https://www.r7.com/

FONTE: https://www.terra.com.br/noticias/

FONTE: https://noticias.uol.com.br/