Bateria Automotiva x Bateria Estacionária

Para entender o que é uma bateria estacionária, o jeito mais inculto de explicar é compará-la com uma bateria automotiva. Todo mundo já deve ter pela situação de não adquirir ligar o carro atrás de muito tempo sem uso, não é axioma Isto acontece pois a bateria do carro foi criada para estar em constante movimento, contrário da bateria estacionária e por isso o nome estacionário. As baterias automotivas possuem a finalidade de gerar grande quantia de energia em um curto espaço de tempo, sendo a hora de dar ignescência no carro e isso para suprimir o motor da inércia. Por esse motivo, as baterias automotivas ou também conhecidas como baterias de chumbo-ácida utilizam aproximadamente 10% da sua carga total nominal enquanto que o restante, serve como segurança a imprescindibilidade da sobrecarga que o impulsor do carro necessita para sair da inércia e para uso elétrico caso o carro esteja desligado. Um das desvantagens desse tipo de bateria é a possibilidade de gerar gases tóxicos devido a reação química interna e esse é um dos motivo em que não é idôneo o uso desse tipo de bateria para nobreaks por exemplo.

Por fim, o andamento químico das bateria das automóveis é composta de dois componentes básicos: água e ácido sulfúrico, os 2 bebidas possuem densidades diferentes, mas precisam ficar misturados. Quando o carro fica parado, aos poucos, os líquidos se separam, a água sobe, o parte ácida desce e atravessa em contato com os componentes da bateria, o que faz com que a bateria comece a se deteriorar aos poucos. Isto gera um tempo de vida muito menor.

Bateria Estacionária

Diferentemente da bateria automotiva que carece ficar em constante entra-e-sai para que a mistura água-ácido não se separe, as baterias estacionárias foram feitas justamente para que fiquem paradas. Elas podem ser de dois exemplares: VRLA ou AGM. nas Baterias Estacionárias do tipo AGM (Absorbent Glass Mat – esteira de Vidro Absorvente) os componentes (solução ácida) ficam detentos entre mantas de microfibra de vidro. Assim, os componentes não irão causar complicações à bateria e ela pode ficar parada dentro de estantes, torres, entre outros locais. Uma grande vantagem das Baterias Estacionárias AGM é que como a aberta ácida fica presa entre as placas de microfibra de vidro, é possível usá-las em diferentes cargos sem se preocupar com vazamentos Já as baterias estacionárias VRLA (Valve-Regulated Lead-Acid – Bateria de ácido-chumbo regulada por válvulas) são igualmente conhecidas como baterias seladas. A vantagem desse tipo de bateria é que ela não fornece resíduos, os gases liberados pelas reações são reaproveitados pela bateria e mantem o funcionamento da bateria para carro normalmente e torna o uso mais afixo, principalmente para aplicações domésticas.

Sobre a carga, as Baterias Estacionárias possuem um autocontrole de tensão tanto de modo estacionário como ativo maior que as baterias automotivas e como não precisam de uma reserva energética para tirar um motor de carro da inércia, o consumo podem ser maiores que baterias automotivas. Ou seja, baterias de equipamentos como Nobreaks Senoidais, que utilizam as baterias estacionárias e precisam ser constantemente utilizadas e carregadas têm uma boa vida lucroso, segurança e os componentes não são prejudicados.

Não são apenas nobreaks que aproveitam da tecnologia da longevidade das baterias estacionárias. Alarmes, balanças, sensores de presença, luzes de afloramento, sistemas de energia eólica e solar, redes de telefones e muitos outros abastecimentos precisam de baterias estacionárias. Por serem construídas com materiais mais nobres do que outras, as baterias estacionárias retrogradem menos riscos de despejos, oxidação ou explosões. o chumbo têm camadas mais grossas, que vão de 95 a 99% de pureza e possuem filtros que alcem que o único detrito seja hidrogênio, que não é funesto para pessoas e para o meio ambiente.

Quando usar uma bateria estacionária ou uma bateria automotiva

Uma das diferenças mais importantes entre os dois exemplares de bateria está na chusma de energia que elas são capazes de liberar. as baterias automotivas são projetadas para fornecer uma grande quantidade de carga no momento da ignescência para dar partida ao auto. Já as baterias estacionárias são construídas para que recebam carga constante e dem a energia aos poucos, por isso, as nobreaks não são indicados para abastecimentos que usam motor, pois, esas baterias não aguentam a aquisição grande de energia necessária naquele curto espaço de tempo para construir com que esse impulsor se movimente.

Então, sempre que uma aparelhagem precisar receber carga constante, use uma bateria estacionária. Caso precise de um grande energia no arranque para dar partida em motores, a bateria automotiva é mais indicada. Mas lembre-se sempre que as baterias automotivas não podem ficar em ambientes fechados com personalidades por causa dos seus flatos tóxicos.

Além disso, ao usar baterias automotivas em nobreaks, você irá usar largamente mais do que os 10% indicados para uso nas baterias automotivas. Assim, uma bateria criada para durar cerca de 5 anos irá durar menos de 1 ano, devido à constante carga e descarga que irá sofrer. o mediano prazo, uma bateria estacionária é muito mais vantajosa. Pois apesar de custar o dobro, pode aguentar de 5 a 10 oportunidades mais do que uma bateria automotiva.

FONTE: https://www.terra.com.br/noticias/

FONTE: https://noticias.uol.com.br/ FONTE: https://www.estadao.com.br/mais-lidas